Trabalho gera oportunidades no sertão

Os Amigos do Bem criaram um modelo de Desenvolvimento Social Sustentável que promove emprego, renda e dignidade para milhares de famílias no sertão

Com 15 unidades produtivas, os Amigos do Bem já registram mais de 1.100 empregos no sertão nordestino, beneficiando 6.600 pessoas. São mais de 230 mil pés de caju plantados, 100 mil mudas de caju fornecidas e 43 tipos diferentes de produtos do Bem, 100% solidários. Os números, surpreendentes, continuam crescendo. O objetivo da Instituição segue focado na geração de trabalho e renda para as famílias atendidas, colaborando para o desenvolvimento das regiões de atuação.

Frentes de trabalho no Sertão

De forma contínua, os Amigos do Bem seguem fomentando diversas formas de trabalho no sertão. Algumas das principais iniciativas são:

Fábricas de Beneficiamento de Castanha de Caju

Situadas em Buíque (PE) e Mauriti (CE), as fábricas foram construídas para beneficiar manualmente as castanhas de caju das plantações locais, gerando centenas de postos de trabalho.

Oficinas de Costura

As 6 oficinas de costura, no sertão de Alagoas, Pernambuco e Ceará, geram trabalho e são uma importante fonte de renda para mulheres do sertão.

Fábrica de Doces e Mel

Nas fábricas de doces e de mel são produzidas cocadas, doces de leite, geleias e compotas com receitas exclusivas e muito saborosas. O mel in natura, produzido através da flor do caju, também amplia as possibilidades de emprego e geração de renda para muitas famílias.

Fábrica de Pimenta

A plantação de pimenta orgânica se tornou outra importante fonte geradora de trabalho.

Oficinas de Artesanato

O artesanato produzido por mulheres do projeto é desenvolvido com as matérias-primas e com a aptidão das comunidades de cada região, fortalecendo a cultura local.

Produtos do Bem

Além de gerar trabalho, toda a renda obtida com a venda dos Produtos do Bem é revertida aos projetos educacionais da Instituição, que atendem 10 mil crianças e jovens todos os meses.