Alcione Albanesi e Luiza Helena Trajano celebram o Dia da Mulher com live sobre mulheres do sertão

No próximo dia 8, às 19h30, o canal da Instituição Amigos do Bem no Youtube irá transmitir a live “Histórias inspiradoras de mulheres do sertão”, conduzida por Alcione Albanesi e Luiza Helena Trajano em comemoração ao Dia da Mulher.

No dia 08/03, dia Internacional da Mulher, a instituição Amigos do Bem, que desde 1993 transforma vidas no sertão nordestino, a região mais carente do país, fará uma transmissão ao vivo com a empresária e conselheira do projeto, Luiza Helena Trajano, a empreendedora Alcione Albanesi, fundadora da instituição, e 3 mulheres do sertão que venceram e hoje ensinam a superar os desafios da vida. Um encontro que promete encorajar novos olhares sobre a vida.

A live “Histórias inspiradoras de mulheres do sertão” celebra a força da mulher nordestina no Dia Internacional da Mulher. Alcione Albanesi (fundadora e presidente dos Amigos do Bem) e Luiza Helena Trajano (Magazine Luiza e Mulheres do Brasil) dão voz a essas mulheres que enfrentaram diversas dificuldades e, hoje, graças aos projetos dos Amigos do Bem, têm novas oportunidades.

Os projetos dos Amigos do Bem promovem empregos, gerando renda para centenas de mulheres. Oportunidades de estudo (para adultos, jovens e crianças), atendimentos de saúde, construção de poços artesianos e moradias são parte das ações desenvolvidas pela Instituição, que atende 75 mil pessoas, transformando vidas na região mais pobre do nosso país.

Personagens do sertão:

• Maria – nasceu em um povoado onde centenas de pessoas vivem na extrema miséria. Perdeu 2 filhos pela fome e hoje vive na Cidade do Bem e trabalha no projeto. Seus 4 filhos estudam e já tiveram a vida transformada.

• Cida – o pai vivia do que sobrava no Lixão de Buíque, Pe. Cida aprendeu a ler e escrever na escola dos Amigos do Bem, fez pedagogia com a bolsa dos Amigos do Bem e hoje ensina milhares de crianças atendidas pelo projeto a acreditarem em seus sonhos.

• Gislaine – ela vive em um povoado carente do sertão, recebeu a bolsa universitária do projeto, formou-de em administração e hoje faz a gestão da fábrica de castanhas dos ADB que emprega centenas de mulheres que recebem renda e vivem com mais dignidade.

Quando: